terça-feira, 6 de junho de 2017

PARA SALVAR A PREVIDÊNCIA...



Para "salvar a Previdência Social" - como anuncia a publicidade do Governo Federal sobre o assunto-  não precisa reformá-la: basta só receber o que lhe é devido e não permitir desvios de novos recursos.

Mas isso o Governo não anuncia e insiste que para “salvar a Previdência“ precisa reformá-la, aumentar a idade da aposentadoria e cortar alguns benefícios, como se essa fosse a a única e verdadeira solução para todos. Contudo, existem outras como a instalação da CPI “orelha de freira/’ do senador Paulo Paim, que o presidente da Câmara e es-miniatro da Pasta não quer vê-la nem em cor de ouro!

Primeiro a previdência precisa salvar a si própria para depois salvar o Brasil, que afunda nas denúncias da JBS, recebendo o que lhe é devido dos grandes devedores, das massas falidas e dos bancos....ano precisa reformar nada, se conseguir receber!

Basta fazer isso e não  permitir que volte a ocorrer de novo: 1,8 bilhões sô da JBS que financiava políticos corruptos de vários Estados e partidos e fizer um generoso acordo com a Justiça brasileira e evitar novos rombos das "Georgina,s de Freitas".

Duvido que se fosse contra às empresas menores já  teriam dado um jeito para receber a dívida toda.

2 comentários:

  1. Luiz Celso Santos de Olivera6 de junho de 2017 19:09

    Hoje conversei com um auditor fiscal que estava nas manifestações, reivindicação contra a reforma da previdência, ele me garantiu que segurou ele é mais dois um Black bloc
    Segundo ele o cara era militar e a pm o soltou

    ResponderExcluir
  2. Joao Batista Filho.8 de junho de 2017 08:53

    Pois é Carlos,
    esta é a grande questão, deveriam pelo menos sanear os rombos que a previdência tem no momento para depois então tratar da referida reforma. Assim, pelo menos teriam moral para pleitear as mudanças que estão propondo, se fossem necessárias. Enquanto grandes empresas, times de futebol e outros tantos continuarem devendo a previdência, eles jamais terão argumentos para justificar as mudanças sugeridas

    ResponderExcluir