quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

RESPOSTA EXEMPLAR (lKARLEY RIBEIRO)

A leitora Karley Ribeiro, filha do ex-deputado estadual pelo  Damião Ribeiro, divulgou na rede social de zap, que o Juiz da comarca de São João Del Rey, em Minas Gerais, Dr. Hélio Martins, recebera um convite do deputado Reginaldo Lopes do PT para o "ato em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato", na UFSJ. 

O magistrado respondera ao convite dizendo: 


"Exmo. Senhor Deputado Reginaldo Lopes em que pese o profundo respeito que tenho pela atuação parlamentar de V. Exa., não é hora de lutar para salvar pessoas, mas sim o País, atolado no caos econômico, na recessão, no desemprego, na violência e na vergonha internacional onde agentes políticos e públicos protagonizam o maior caso de corrupção de que se tem notícia na história da humanidade".

Claro que não poderia ser outra a resposta do Magistrado. Ele acrescenta que "como tantos outros brasileiros com capacidade de discernimento e compreensão, que se faça justiça!!". Diz, ainda,  "que todos aqueles que se apropriaram de recursos públicos paguem por tão grave crime, além de devolver o que indevida e criminosamente levaram, privando o cidadão de saúde, educação, segurança, infraestrutura dentre outros. Todos, indistintamente, como republicanamente deve ocorrer, sejam do PT, do PMDB, do PSDB ou de qualquer outro partido político, devem responder pelos crimes cometidos".


O magistrado, depois diz que "lugar de ladrão é na cadeia e lembra que “Lula foi processado, julgado e condenado no primeiro processo, sob a égide dos princípios constitucionais do devido processo legal e da ampla defesa.
Sou juiz de primeira instância, ou de piso, como gostam de dizer. Juiz de carreira, com muito orgulho! Submetido, como em todos os concursos públicos para membros da Magistratura e do Ministério Público, a provas de conhecimento de elevadíssimo nível de dificuldade, além de exames psicológicos, e rigorosa investigação social. Aqui não tem princípio de presunção de inocência não, senhor Deputado. Qualquer “ derrapada”  na vida social tira o candidato do certame. Não somos escolhidos por agentes políticos. Somos independentes, como manda a Constituição. A Magistratura e o Ministério Público brasileiro, a que me refiro, merece, pois, absoluto respeito”!


Desta forma, falar em “golpe” e envolver o judiciário nesta trama é, no mínimo menosprezar inteligência das pessoas"


"Me causa total estranheza ver V. Exa. se referir às “elites” como posto em seu texto. Afinal o PT se aliou às “elites” para alcançar o poder. Foram integrantes da ala da “elite” mais elevada deste país que proporcionaram o desvio de dinheiro público em benéfico não só do partido, mas daqueles que já estão condenados ou sendo processado. Basta verificar as doações para campanhas eleitorais passadas. Então a “elite” que abastece de recursos, é a mesma elite “golpista”? Não há uma gritante incoerência na sua proposição? Não há uma incoerência ideológica por parte daqueles agentes políticos e públicos já condenados ou processados, que pregam distribuição de renda, mas se enriquecem às custas do trabalho alheio das “elites” através do achaque? Este comportamento é moralmente aceitável? Para mim isso tem uma definição: bandidagem! 


Me desculpe a franqueza, senhor Deputado, mas Lula, assim como aqueles que já estão condenados e aqueles que estão sendo processados, não estão nem aí para o Estado Democrático!

“De fato querem poder. Só poder. Poder eterno sobre tudo e todos. E poder a todo custo é sinônimo de tirania! Basta! Basta! Basta! ”Quem conhece realmente história  sabe muito bem que os criminosos anistiados do passado, não praticaram ações violentas em nome de democracia, mas para imporem o regime que entendiam ideologicamente adequado. Ditadura! Igualmente ditadura! Ainda que compreenda seu alinhamento político partidário, senhor Deputado, não se permita, em homenagem à sua história de vida, descer ao nível da excrescência das mentiras deslavadas, como as protagonizadas publicamente pelo ex-presidente Lula, e tantos outros, desprovidos de dignidade e decoro, sustentando o insustentável. Desejo ao senhor e sua família um Ano Novo abençoado". 

DIFÍCIL DECISÃO; DITADURA OU DEMOCRACIA CORRUPTA? (Célio Viana, do grupo PAPO FRANCO)


Como quase todos os partidos mudam de nome e continuam com as mesmas práticas corruptas, a classe política do Congresso está impingindo aos eleitores uma difícil decisão em 2018: decidir se deseja continuar vivendo em uma democracia corrupta ou experimentar um novo período de ditadura, sem nova censura à imprensa! Que precisamos de um regime forte, não se tem a menor dúvida, se fazendo respeitar não pela imposição do medo aos brasileiros ou da censura à quase tudo, mas pela sua administração firme, resgatando e devolvendo um Brasil honesto, ético, socialmente desenvolvido, se voltando aos interesses dos eleitores brasileiros e não aos interesses somente partidários ou pessoais, disso quase ninguém duvida. Mas medo, apenas do que virá. Sem o maior erro feito pelos militares em 64.

A censura aos meios de comunicação, imposta pelo Governo de Exceção que administrou o Brasil a partir de 64, considerado o maior erro pelo leitor Célio Viana. Era, porém, necessário para a implantação de uma nova ideologia, em um primeiro momento, apenas. O autor positivista Franz Kelsen, autor da TEORIA PURA DO DIREITO que dizia “tudo se Justificava quando era realizado em nome do Estado”. Mas o preço imposto pela censura aos meios de comunicação do Brasil, foi um tiro no pé dos militares e complicou muito a continuidade do Regime e fez surgir revoltas, tiros, perseguições a jornalistas e outras categorias profissionais da música etc. Todas contadas com detalhes no livro DITADURA NUNCA MAIS, organizado pela Arquidiocese de SP.

Junto vieram atos de bravata dos militares, com slogans como "Brasil: Ame ou deixe-o", do general Emílio Garrastazu Médici, ou "os anos de chumbo" do general Ernesto Geisel. Com isso a democracia foi sendo conquistada pouco a pouco, palmo a palmo pelo MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO, no período do bipartidarismo com a ARENA -Aliança Renovadora Nacional.

O PMDB, que passou a ser chamado de MDB, continua tentando a nova Ministra Cristiane Brasil, condenada duas vezes pela Justiça do Trabalho, filha do ex-deputado federal Roberto Jeferson, presidente nacional do PTB. Mas o Governo Michel Temer perdeu recursos seguidos na Justiça do Federal para nomear a nova Ministra e, agora precisando dos votos da bancada do partido para aprovar sua Reforma Previdenciária, procura uma saída honrosa para a filha do ex-deputado federal, condenado como delator no caso do ele chamou de “Mensalão”, a também deputada federal convidada por Temer, agora conhecido como membro mais influente do MDB, antigo PMDB, que mudou de nome, mas não de prática de trocar votos por apoio!


terça-feira, 16 de janeiro de 2018

MEU PRÓPRIO ACORDO COM O TEMPO! FERNANDO GRACENO)


Como fez o advogado, poeta e ator já falecido com mais de 90 anos, Mario Lago, também farei meu próprio acordo com o tempo:  permitirei que continue pintando meus poucos cabelos cor de prata, mas nem ele virá atrás de mim e nem correrei a seu encontro! Um dia qualquer, nas esquinas das Ruas VIDA e MORTE, certamente nos encontraremos, nos abraçaremos e caminharemos de braços dados um ao lado do outro. Pronto, estará consumado meu viver terreno! Inusitado, mas irreal esse encontro para todos os seres vivos. No último ato de minha vida terrena, serenamente acompanharei a morte para onde quer que me leve mas quero continuar vivendo com Deus!

Não devo ficar esquecido. Enquanto falarem de mim ou sobre o trabalho que deixarei, sentir-me-ei imortal. Depois que me esquecerem e não falarem mais nada sobre mim ou meu trabalho, já terei virado pó da insignificância! Espero que a morte não chegue rápido, nem seja dolorida mais dolorida do que a vida. Viver não ê fácil, morrer é fácil; basta estar vivo! Ao contrário do ator Mário Lago, não quero viver mais do que noventa anos. Não tenho mais saúde para isso! Mas a ideia da morte para todos os mortais não me apavora mais! Deve vir como um sono profundo para nem a perceber. Queria morrer como um passarinho, mas não sei se Deus me concederá meu último desejo!  

Contudo, peço que me deixe um pouco mais entre os mortais - que todos seremos um dia - para poder aproveitar e observar mais atentamente e continuar me purificando espiritualmente - ensinando aos que não sabem e aprendendo um pouco com os que dizem que sabem, mesmo não sabendo nada do que dizem. Mantenho a certeza que ninguém seja totalmente analfabeta que alguma coisa não possa ensinar do mundo tecnológico! O mais burgo dos homens nascido na era tecnológica, nascido já manuseando um computador, um tablete ou celular e redes sociais, sabe mais do que sei! 

Já estou pronto para acompanhar morte sem quando ela vier me buscar. Afinal, já vi a morte me observando 11 vezes, desde o ano de 2006.  Sou campeão de internações pós-cirúrgicas em UTIs e CTIs em Manaus e SP. Em todas elas cirurgias vi a morte me olhando e ela sempre estava sempre viva, como disse o cantor Cazuza.  Morrer é apenas virar tristeza para os que ficarem, lembranças e saudades aos que conviveram e ao meu lado. A ideia da morte não me apavora como já disse, porque me tornarei lembranças eternas a todos que me conheceram e serei imortal enquanto pensarem que um dia vivi entre todos os mortais!

Mas viver sendo escravo do celular que dispara sempre nos horários dos remédios passei a toma-los desde 2006, quando operado de empiema cerebral em sala de aula, faz muito mal tendo que reaprender tudo de novo. Hoje, vivo tudo maciamente e me fará diferença continuar vivendo ou morrendo para o mundo e continuar vivo morando ao lado de Deus! 

sábado, 13 de janeiro de 2018

CRÔNİCA DO LİVRO "EROTİCA É A ALMA”, DE ADÉLIA PRADO. (Dra. Ida Benayon)

A escritora começa dizendo que "todos envelheceremos..."querendo ou não, iremos todos envelhecer", mas "erótica” continuará sempre sendo só a “alma” porque só corpo envelhecerá, mas a alma, continuará sempre erótica. Não importará a idade do corpo que se tenha. Diz a autora que, mesmo que o corpo envelheça, a alma continuará sempre jovem e “erótica”. A mensagem foi compartilhada pela advogada İda Marcia Benayon, por rede social de zap.

Gostei tanto da bela e sensível mensagem pela sua simplicidade e objetividade com o qual a escritora abordou o tema da idade, que decidi escrever essa crônica. A fiz, contudo sem autorização da autora ou de quem compartilhou essa verdade de quem envelhece com saúde. A minha não foi das melhores. Contudo, todos envelheceremos: essa é a inexorável verdade do tempo que passa invisível sobre os dedos e se perdem como areia fina entre por entre os dedos das mãos e ninguém escapará dela. O fiz porque também gosto de escrever sobre o tempo que será cruel! Com o passar dos anos, a autora garante que as pernas passarão a pesar, a coluna passará a doer, “o colesterol aumentara” e que a imagem que se vê no espelho irá se alterara gradativamente e que “perderemos estatura, lábios e cabelos"


A boa notícia seria que alma permaneceria com “o humor dos dez, o viço dos vinte e o erotismo dos trinta anos". Ensina a escritora que " o segredo não é reformar por fora. É, acima de tudo, renovar a mobília interior: tirar o pó, dar brilho, trocar o estofado, abrir as janelas, arejar o ambiente" porque o tempo, invariavelmente, irá “corroer o exterior".

Eıa pede que quando a idade vier a ocorrer, você esteja com o alicerce pronto e que precisará estar forte para suportar" o peso da idade porque, repete mais uma vez que. "erótica é a alma que se diverte, que se perdoa, que ri de si mesma e faz as pazes com sua história. Que usa a espontaneidade pra (para) ser sensual, que se despe de preconceitos, intolerâncias, desafetos. Erótica é a alma que aceita a passagem do tempo com leveza e conserva o bom humor apesar dos vincos em torno dos olhos e o código de barras acima dos lábios", como garante a escritora


Adélia Prado, nascida em Divinópolis, é professora, poetisa, contista brasileira e ligada ao Movimento Modernista brasileiro, acrescentando que “erótica" continuará sendo a porque alma "não esconde seus defeitos". Ela também "não se culpará “pela passagem do tempo", mas aceitará suas dores", mas atravessando “seu deserto” e amando “sem pudores". E conclui com o belo ensinamento sobre a idade "aprenda: bisturi algum Vai dar conta do buraco de uma alma negligenciada anos a fio"

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

ATÉ A BURRICE TEM UM PREÇO! (JONAS SOUZA- MUNDI -/ BALI 42)

“Há tanto burro mandando em homens com inteligência, que às vezes chego a pensar que burrice é uma ciência!"(Rui Barbosa.-1849 - 1923).

Não existe ninguém totalmente burro que não possa ensiná-lo alguma coisa alguém, ao que o outro não saiba!

Como ex-presidente da Comissão Estadual de Emprego no Amazonas, viajava em média a cada 15 dias a Brasília, em nome da COEMP, para reuniões do Ministério do Trabalho do primeiro e no segundo governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para responder aos que outros ex-presidentes deixaram de cumprir como para discutir melhorias na carga horária dos cursos ministrados com dinheiro do Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT no Estado.

Sempre que chegava ao Ministério do Trabalho e Emprego era recebido por ex-sindicalistas que tinham perdido as eleições e conseguido um cargo importante dento do MTE.  Mas, era como falar de caviar e receber como resposta "ovo frito" (que gosto muito, com arroz e feijão). Argumentava que não poderia existir curso de qualificação profissional de 6 horas que poderia seria no máximo uma reciclagem e respondiam que era “qualificação” também. Defendia curso de qualificação de no mínimo 180 horas. Consegui ter o pleito atendido em parte, anos mais tarde. Hoje, existem alguns cursos de até de 180 horas.

Lembrei-me de uma postagem em zap do leitor Jonas Souza, dizendo que Napoleão Bonaparte classificava seus soldados em quatro tipos: 1. os inteligentes com iniciativa; 2. os inteligentes sem iniciativa; 3. os ignorantes sem iniciativa e 4. os ignorantes com iniciativa.

Venci a todos pelo cansaço e felizmente os derrotei, no bom sentido..
A Napoleão dizia que aos inteligentes, mas sem iniciativa dava-lhe as funções de comandantes gerais, Seriam seus  estrategistas. Aos inteligentes sem iniciativa, Napoleão deixava-os a como oficiais para receberem ordens superiores, porque não as cumpririam, nem com  diligências. Aos ignorantes sem iniciativa, os colocava na frente da batalha - buchas de canhão, como dizemos. Os ignorantes com iniciativa, Napoleão os odiava e não os queria em seus exércitos..

Um ignorante com iniciativa seria capaz de fazer besteiras enormes e depois dissimuladamente, tentar ocultá-las, como teria feito ex-presidente .Lula, no caso do Tríplex de Guarujá. Mas não foi fácil derrotar aos “burocratas” do Ministério do Trabalho, porque um ignorante com iniciativa produz sem qualidade, altera processos definidos e consagrados. Um ignorante com iniciativa seria segundo a lógica de Napoleão, um grande risco para o desenvolvimento e o progresso de qualquer empresa e governo.

Você sabe como se livrar dos ignorantes com iniciativa? Comece pelas eleições de 2018, mudando todos os envolvidos em investigações no STF ou respondam a quaisquer investigações nos tribunais ou que tenham dividas com a Receita Federal que, infelizmente, ainda não são atingidos pela LEI DA FICHA LIMPA, mas deveriam sê-lo, também! 

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

DITADURA X DEMOCRACIA? EIS A QUESTÃO!

Aceitar a implantação da Ditadura prometida por Jair Bolsonaro no programa “Roda Viva” ou eleger outro candidato menos radical,  continuar vivendo e convivendo com uma democracia corrupta? Eis o drama vivido pelo Brasil. O país tem 35 partidos se digladiando, desviando recursos públicos e não existe um que se volte a vontade do povo ou abrace as causas principais do pais. O ideal seria ter 4 ou 5 partidos, mas que realmente discutissem os futuros do Brasil, que representassem os anseios do povo e não como declarou recentemente o presidente da Câmara declarou em infeliz entrevista Rodrigo Maia que "o Congresso não tinha que ouvir a voz do povo vindo das ruas"!

Diante disso, o Brasil passou a viver um dilema: decidir se quer continuar vivendo em um regime democraticamente corrupto ou aceitar a declaração feita pelo presidenciável Jair Bolsonoro, no programa “Roda Viva”, que desacreditou os parlamentares federais, disse que pelo o Brasil não mudará, que continuará sonegado impostos ao quando poder, que é a favor da volta do “pau de arara” para punir uma pessoa que ele chama de “Chico” Lopes e que implantaria a Ditadura no país em seu primeiro dia de mandato e que o Regime Militar que acabou em 82, com a volta dos exilados ao Brasil, só puniu “assaltantes de banco e terroristas” .  E a censura à imprensa não foi um ato de força, imposto pela ditadura militar, também?

Concordo que precisamos de um regime forte que se faça respeitar, mas sem censura aos meios de comunicação! Ah, isso não! Eis o difícil dilema que atual safra escolhida pelo voto popular meteu o país: continuar democrático, mas corrupto ou aceitar viver em uma ditadura. Tudo pode se dizer contra ou a favor de Bolsonasro, menos que não seja grande estrategista militar. Ele fez a promessa de implantar a ditadura em 1999, ainda como deputado estadual pelo RJ e que 90% da população o aplaudirá do ato seu Governo Se não tem que ouvir a voz do eleitor que elege, a quem deveria ouvir? A ninguém, talvez! Não seria, então, melhor implantar a ditadura, sem censura aos meios de comunicação.  

Decepcionado, Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço "Tírica", em emocionado discurso de mais de 8 minutos, anunciou que estava renunciando à vida pública e que não concorreria mais a qualquer cargo eletivo em 2018, mas pedindo aos seus pares que olhassem e ouvissem mais o povo e menos aos seus próprios interesses!

Um dos únicos partidos que surgiu dentro da Igreja, com o apoio do povoe como uma opção histórica foi o PT, mas ele ruiu em sua própria ganância pelo poder! O PCB ou o PC do B, dissidência do chamado poderia ser uma opção nesse momento histórico do Brasil, nunca subiram a rampa do Palácio do Planalto! Restaria Jair Bolaonaro que poderia ser uma opção viável, desde que implante um regime forte sem censura à imprensa, que se faça respeitar em sua essência, autoridade e moralidade pública e funcionando com no máximo 4 ou 5 partidos sérios, honestos e comprometidos com a voz das ruas, como ocorria no período do bipartidarismo de ARENA E MDB!

Naquele tempo, com ditadura militar e censura à imprensa, ocorreram avanços e retrocessos, mas pelo menos se tinha orgulho de ser brasileiro. Vivi o final do período ditatorial como aluno, “foca” e jornalista em A NOTICIA e não esperava ter que escrever isso. Mas sou um cronista e a corrupta classe política atual nos levou esse drama! Contudo, se não vier com censura à liberdade de expressão, aceito um regime de força, que se faça respeitar como o Brasil merece. Um dos erros da ditadura de 64 no Brasil foi a censura aos meios de Comunicação, com a morte de vários companheiros, sendo o mais famoso o jornalista, Vladimir Herzog, de origem Iugoslavo, professor universitário da Escola de Administração e Arte de SP e teatrólogo, pertencente ao PCB, que foi torturado e morto nos porões do DOI-CODI!

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

FUNDEB, UMA MÃE PARA OS CORRUPTOS!

Tantos são os desvios e muitos são os investigados, envolvendo políticos de quase todos os 35 partidos existentes no Brasil. 

A maioria das denúncias comprovadas em fiscalizações realizadas estão no FUNDE - Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica. Mas também tem das áreas de saúde, saneamento, segurança, etc . Aliás, em quase todos os fundos de controle social.  As corrupções comprovadas sempre envolvem empresários gananciosos, inescrupulosos, que envolvem também os políticos de todos os níveis.

José Melo, ex-governador do Amazonas, perdeu o cargo e está preso por envolvimento na quadrilha do médico Mohamede Mustafá, que desviava dinheiro da saúde.  O ex-governador do PROS, teve seu mandato cassado pelo TSE, porém, por compra de votos durante a campanha. Ex-Secretários de Saúde que exerceram a função em vários Governos também foram presos e outros envolvidos no mesmo esquema poderão ter suas prisões decretadas pela Justiça.

Outros corruptos respondem em liberdade. Com tantos escândalos de corrupção, não seria a ora de rever os controles sociais e os fundos que não deram certo? É chegada a hora de pensar em algo para mudar de forma de controle, porque não deu certo, embora a ideia seja excelente. Contudo quem nomeia ou exonera membros de Conselhos ou Comissões são os prefeitos municipais. Alguém já viu alguém que tem o poder de nomear e destituir a hora que quiser, fiscalizar alguém? Nunquinha!

 A Constituição de 88, criou esse tipo de controle público criou mais de 20 Conselhos e Comissões. A ideia era, transferir à sociedade esse controle, que faria denúncias e prestariam informação aos poderes fiscalizardes, ao Ministério Público, o que deveria ter sido ótimo se tivesse dado certo. Não deu porque entre quem nomeia e quem demite já uma conivência pecaminosa e quase promíscua do “finjam que me fiscalizam, mas não me denunciam porque os exonerei e os acusarei de conivência comigo no esquema de desvios”.

Esse o cenário é o ideal para que ocorram desvios nos vários sistemas de controle social, principalmente as verbas do Fundeb e outros de controle social, criados pela Constituição Federal de 88, principalmente nos municípios mais isolados do Brasil.

Mesmo sem estrutura e dinheiro, a única das comissões que funciona à duras penas é a COEMP, mas depende muito de quem a dirige, porque quem indicam seus membros são as entidades patronais superiores. Existe rodízio entre todos. Tive o prazer de ter exercido dois rodízios na Comissão de Emprego no Amazonas.


Por que não se pensa em algo parecido para todas as Comissões ou Conselhos e se tira o poder de nomear e destituir das mãos dos prefeitos?